Seja Bem Vindo

Seguidores

terça-feira, 17 de novembro de 2015

“Lama de Mariana pavimentou rios por onde passou. Dano é irreversível”

A avalanche de rejeitos gerada em Minas Gerais pelo rompimento de duas barragens da mineradora Samarco, controlada pela Vale e a australiana BPH, causou danos ambientais imensuráveis e irreversíveis. Apesar da lama não ter um teor tóxico, ela pavimentou os mais de 500 km por onde passou devastando, com impacto ainda difícil de calcular completamente para grande parte do ecossistema da região. 

Postagens mais visitadas